Blind Red, A Maldição Vermelha



À alguns milhões de anos luz do planeta Terra, um cruzador espacial passa...ele é proveniente do planeta Zord, e trata-se de uma nau pirata.
Em seu interior, acontece algo que pode mudar a historia do nosso mundo...
_Como? Como isso foi acontecer? – reclama o supremo Hagan, o capitão pirata mais procurado em todos os sistemas conhecidos andando pela ponte de comando.
_Senhor, perdão, mas ele não poderia escapar!!!!nem com toda a força ou sorte do universo!!!!o calabouço era superprotegido por hordas de piratas experientes! Não consigo entender!! – se explica contrariado o imediato ZAKANIS.
_ A armadura!
_ Como?!
_ A maldita armadura Blind Guardian! Ela voltou para o maldito!!!!
_ Senhor, mas Radamis não usava nosso tipo de armadura?
_ Sim! Mas o maldito tem um pacto de sangue com a sua antiga armadura, a blind Guardian! É por causa dela que ele tornou-se meu segundo em comando antes de você....e por causa dela que eu o mutilei!!!!
_ Sim senhor, eu me lembro, ao invés de matá-lo, o senhor o cegou com sua espada laser, num combate que até hoje é uma lenda!
_ Exatamente...vamos deixá-lo a mingua!
_ Mas Senhor....Se ele tentou roubar o navio naquele motim à alguns anos, não seria ele ainda uma ameaça?
_ Tem razão Zakanis, ajuste o curso para o planeta mais próximo de seu ponto de fuga!!!!
_ Ok!....O planeta é este senhor! Terceiro planeta a partir do sol deste sistema, chamado Terra!
_ Verde hein? Muita terra pra procurar!!!
_ Em analise rotacional, a face que se encontrava voltada pra nós era essa! – o computador mostra a parte do Japão.
_ Envie Alguns Marujos e um líder!
_ Sim Senhor! HASKUS, apareça!
_ Sim Mestre Zakanis!!!!

O monstro e um contingente de soldados descem sobre Tóquio em direção do sinal....seguem espalhando caos num dia de domingo, em que os jovens estão pelas ruas curtindo com suas tribos!!!!

Enquanto isso....
Num beco escuro e sem saída,um jovem magro e esguio de cabelos vermelhos cobrindo uma enorme cicatriz que se estende por toda área dos olhos, de pele branca e com roupas exóticas se recupera de seus ferimentos...se lembra de quando fugiu do cruzador pirata:
“_ venha Radamis, vamos nos unir novamente...."
_ Não! Me deixe em paz!!!
"_ Eu te amo! Seja meu, só eu posso te dar tudo o que você quer!"
_ Não ! não quero!
Seu devaneio é interrompido por uma garota vestindo trajes de vaqueira, cabelos loiros(apesar de ser japonesa) e corpo bronzeado com uma maquiagem branca exagerada e olhos azuis...tratava-se de uma Yamamba[*]...ela estava fugindo da agitação da invasão dos monstros e acaba entrando no beco onde está Radamis.
Radamis sente o peso em seus passos mas ela continua vindo em sua direção...
_ Ei cara, tudo bem? Vamos fugir! Tem uns cosplayers muito locos destruindo tudo aqui perto!!!!
_ Não se preocupe comigo humana!!!me deixe aqui!!!!
_ Humana?! Putz! E você acha que é o quê?!
_ Já disse humana não se preocupe comigo!
_ Você está ferido! – ela se aproxima e toca seu braço que está sangrando...
_ Meu nome é Mayumi e durante a semana sou enfermeira no hospital Geral de Tóquio do distrito de Shibuya, Deixa eu te ajudar com o ferimento!
_ Me largue, não se meta comigo!!!!
_ Calma eu só quero aju...- ela é interrompida por uma explosão.
O monstro Haskus aparece no mesmo beco e seus soldados cercam os dois.
_ Radamis, tava te procurando!
_ Haskus,? Então o Hagan tá mandando novatos agora? Devia imaginar, covardes são assim mesmo!!!
_ Cale a boca seu F#@$%&@ maldito!!!
_ Ei, são esses cosplayers que...
_ Já disse pra não se meter humana! Fique atrás de mim e tudo vai ficar...- um dos soldados surge por numa laje acima e arremessa uma corda puxando Mayumi e jogando-a para o meio de Haskus e os outros soldados.
_ M#&$%! Ainda isso pra me atrapalhar! - pensa Radamis agora cercado por soldados que parecem piratas com armaduras padronizadas na cor Verde - Marujos!Haskus me enfrente sozinho!
Haskus não fala nada e a carrega dali.
Com sua audição, Radamis capta os movimentos de cada um iniciando um balé mortal de ataques fulminantes onde derruba os marujos um a um e numa corrida agarra Mayumi.
_ Ei, tire a mão daí seu tarado! - Diz ela ao sentir seus seios apertados pelas mãos firmes do guerreiro
_ Essa ainda!
_ É!pra isso tu não é ceguinho né?!
Haskus se avança atrás de Radamis em alta velocidade e desfere um golpe....Radamis desvia e toca outra parte MAIS intima do corpo de Mayumi...
_ Ei! Denovo?!!!
Ela dá um tapa no rosto de Radamis....
Ele a deixa num canto e irado, evoca a armadura...
_ BLIND.....RED!!
um raio vermelho surge do chão envolvendo Radamis de eletricidade sobrepondo suas partes vitais com uma armadura vermelha, sem olhos de aparência demoníaca...
_ Vamos Haskus, me faça suar!
_ Seu V@#*!&!Toma isso!
Haskus golpeia mais duas vezes mas é defendido e cai para trás.
_ Acabou? Agora é a minha vez...TENSION KISS!!!!
Uma lança surge em suas mãos vinda do céu e fica energizada...
_ G POINT! – com múltiplos giros ele fatia o monstro em partes pequenas até sobrar uma poça de sangue verde.
_ HELL FIRE!!! – a poça evapora com uma explosão!

Saindo do beco calmamente, a armadura vai desaparecendo, ele ainda sente o ferimento pois está segurando o braço....

_ Ei tarado!!!volta aqui!!!vamos conversar!!!
Mayumi o segue.

Continua

[*]YAMAMBA - BRUXAS NIPÔNICAS

O estilo yamamba surgiu em Shibuya em 1998 e é adotado por colegiais com idades entre 15 e 18 anos, a maioria residente nas províncias de Tokyo, Chiba, Saitama e Kanagawa. Visual extravagante, bronzeamento artificial e maquiagem pesada são pré-requisitos para integrar o grupo. As yamambas bronzeiam a pele nos Hiyake Salons (salões equipados com máquinas de bronzeamento) e fazem maquiagem marcando o contorno dos olhos e dos lábios. O make-up foi chamado de Panda Make, por causa do contraste de preto e branco que faz com que os olhos pareçam maiores.

A palavra “yamamba” significa bruxa da montanha, uma figura que aparece nas lendas antigas do Japão. Cada região conta uma historia diferente sobre essas bruxas, mas geralmente elas moram sozinhas em uma casa na montanha e fazem maldades, chegando até a comer humanos. A aparência é horrorosa: velhas altas, com cabelos desgrenhados e bocas rasgadas.

O interessante é que elas fazem uma referência ao antigo teatro japonês Kabuki, onde todos os artistas ficavam mascarados. 

As yamambas mais fiéis ao estilo são radicais. Quase negras de tanto bronzeamento, elas pintam o rosto como índios e marcam o contorno dos olhos de negro. Pode até parecer que a comparação dessas adolescentes com a bruxa da montanha seja forte demais, mas basta deparar com uma yamamba nas ruas de Tokyo para perceber que elas podem, sim, assustar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Monstros e Criaturas Mitológicas 01

Índice de Fanfics do blog para leitura Rápida

Monstros e Criaturas Mitológicas 4